Acelen Renováveis reúne parceiros estratégicos para projeto inovador de transição energética

Acelen Renováveis reúne parceiros estratégicos para projeto inovador de transição energética

Apresentada durante a COP-28, a iniciativa vai produzir o primeiro combustível de baixa intensidade de carbono, derivado de uma planta brasileira, a Macaúba.

Dubai, 07 de dezembro de 2023 - A Acelen Renováveis promoveu nesta quinta-feira, dia 07 de dezembro, um evento no Museu do Futuro, em Dubai, com o objetivo de apresentar globalmente seu projeto pioneiro que colocará o Brasil um passo adiante na transição energética mundial. Recém-criada e anunciada durante a COP-28, a empresa chega ao mercado com investimentos de mais de US$ 2,5 bilhões. O foco principal será a produção de combustíveis renováveis, SAF (Combustível Sustentável de Aviação) e o Diesel Renovável, a partir da macaúba - planta nativa brasileira com alto potencial energético. A companhia é uma empresa da Acelen e tem como principal patrocinador a Mubadala Capital, uma empresa global de gestão de ativos.

No evento desta quinta-feira, autoridades e lideranças globais tiveram a oportunidade de conhecer de perto as principais iniciativas da Acelen Renováveis rumo à transição energética. Entre os convidados, estiveram presentes Saled Alsuwaidi, Embaixador dos Emirados Árabes Unidos no Brasil; Oscar Fahlgren, CIO da Mubadala Capital e head da Mubadala Capital no Brasil; Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados; Pietro Mendes, Secretário Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia; Mauro Mendes, Governador de Mato Grosso e Eduardo Sodré,  Secretário de Meio Ambiente da Bahia. 

Para dar mais ênfase à discussão sobre o futuro da transição energética, a empresa convidou o renomado autor Paul Polmam, referência internacional em sustentabilidade nos negócios, para promover uma palestra durante o evento. O executivo foi um dos responsáveis por desenvolver os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e hoje trabalha com diversas companhias para acelerar as ações para enfrentar as mudanças climáticas e a desigualdade.

Ao longo da cerimônia, a Acelen Renováveis reforçou o compromisso de apoiar o planeta a reduzir significativamente suas emissões de CO2, integrando e apoiando o desenvolvimento social e ambiental. “Ao lado de parceiros e players do setor, o evento marca um dia muito importante para a nossa empresa e para todos aqueles que, assim como nós, estão empenhados em desenvolver ações que corroborem para um futuro mais verde. Vamos produzir no Brasil o combustível do futuro, em um projeto “fully sustainable”: econômico, social e ambientalmente. Muito feliz em poder dizer que a Acelen Renováveis já faz parte da semente do futuro”, comentou Luiz de Mendonça, CEO da empresa.

Projeto avança na Bahia e Minas Gerais

Ainda durante a COP-28, a empresa se comprometeu com a construção da biorrefinaria na Bahia, além da cooperação para a criação de um hub de inovação no Estado, com a participação de instituições de pesquisa e universidades locais. Dessa forma, a Acelen Renováveis atuará no desenvolvimento da macaúba na Bahia e na revitalização do cultivo de dendê. O local será fundamental para o desenvolvimento tecnológico e a capacitação de pequenos agricultores baianos, com parcerias focadas em programas de agricultura familiar. Outro ponto importante é que a empresa apoiará o governo da Bahia no mapeamento e identificação das áreas de aptidão para o cultivo da macaúba, com ênfase na estruturação de acordos para implantação de polos agroindustriais na região. 

Com o governo de Minas Gerais, a Acelen Renováveis também comunicou o início da implantação de um Centro de Inovação e Tecnologia Agroindustrial (CITA), localizado na cidade de Montes Claros. No Centro, será construído um local para pesquisa, aprimoramento e desenvolvimento da macaúba. Com isso, a empresa vai produzir sementes e mudas de macaúba de alta qualidade, potencializando a importância da planta nativa no processo de transição energética.

“A pesquisa e o desenvolvimento deste protocolo de micropropagação de mudas de macaúba são inéditos no mundo e representam um passo importante para a produção de uma cultura promissora”, reforçou o CEO da Acelen Renováveis”. 

Parcerias inovadoras 

A Acelen Renováveis aproveitou a importância da COP-28 para promover a assinatura de alguns contratos com parceiros estratégicos.  Na ocasião, foram firmadas parcerias com a Honeywell, que será a licenciadora da tecnologia e fornecedora da engenharia avançada para a unidade  Ecofining TM de produção dos combustíveis renováveis, a  ALFA LAVAL, responsável por desenvolver e implantar a solução de refino dos óleos vegetais, e a AFRY, empresa selecionada para realizar a engenharia básica da unidade e a execução de serviços de consultoria visando a obtenção da Licença Ambiental de Alteração (LA) necessária ao projeto.

Sobre a Macaúba - planta brasileira com alta produtividade de óleo por hectare e altamente competitiva em relação a outras culturas, oferece maior eficiência no uso da água e nutrientes. Como espécie perene nativa, possibilita uma gama de serviços ambientais como a conservação ou até mesmo a recuperação da biodiversidade, à medida que áreas degradadas serão substituídas por sistemas florestais de macaúba. Com isso, permite a cobertura vegetal, conservando o solo e sua biota, contribuindo para a recuperação de mananciais de água e servindo de fonte de alimento para aves e outros animais nativos. Seu cultivo será feito utilizando as melhores práticas agrícolas e ambientais, favorecendo a captura de carbono e a redução de emissão de CO2 da semente ao combustível.

Sobre a Acelen Renováveis - A Acelen Renováveis é a empresa de energia renovável da Acelen responsável pelo projeto. A Acelen é a empresa de energia da Mubadala Capital, uma companhia global de gestão de ativos baseada em Abu Dhabi, UAE, e criada para participar ativamente da transição energética global. Saiba mais em acelenrenovaveis.com